DESPESAS COM ACIDENTADOS REFORÇAM A IDEIA DE Dr. DAVID RIOS DE REPASSAR PARTE DE MULTAS DE TRÂNSITO PARA O SUS

 

Tem razão o deputado estadual Dr. David Rios, quando defende o repasse para o SUS de uma parte das multas de trânsito para ressarcir o Sistema dos gastos com o tratamento doa acidentados. Na Bahia, por exemplo, as despesas com internações hospitalares de vítimas com traumas causados por acidentes de trânsito consumiram mais de R$ 500 milhões, nos últimos cinco anos, sendo que esse tipo de ocorrência gerou 40% dessas internações. Os dados são da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab).

Já a 20ª edição da Pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) de Rodovias demonstrou que, no Brasil, os acidentes de veículos – caminhões, automóveis, ônibus e motocicletas, dentre outros – causam não somente milhares de mortes e sequelas, por ano, como também enormes prejuízos ao erário e à economia nacional. Somente em 2015, o país amargou um prejuízo avaliado em R$ 11,15 bilhões, com os 121.438 acidentes ocorridos nas rodovias do país. Desse montante, a perda com o número mortos – cerca de 45 mil a cada ano – foi de R$ 4.03 bilhões.

Para chegar a este custo, a CNT atualizou, com base na inflação do período, cálculos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) feitos em conjunto com a Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) e o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) que levaram em conta a perda de vidas, os danos materiais dos veículos e a perda de cargas. Já aqui, na Bahia, em 2014, foram gastos R$ 5,9 milhões com internamentos por acidentes de motocicletas.

Agora, respondam: é justo ou não é que o SUS, tão carente de recursos e com tantas demandas em todo o país, seja ressarcido dos gastos com o tratamento dos acidentados no trânsito, como deseja Dr. David Rios?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *