PROJETO DE Dr. DAVID RIOS QUE REFORÇA CAMPANHA DE VACINAÇÃO INFANTIL TEVE BOA ACOLHIDA NO GOVERNO

Projeto de Dr. David Rios contribuirá para o controle vacinal nas escolas.

– Aprovada pela CCJ da Alba e pronta para ser votada em plenário, proposta obriga
pais a apresentarem caderneta de vacinação durante a matrícula.

Aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa da Bahia (CCJ-Alba), depois de obter o apoio do Ministério Público da Bahia, teve boa acolhida no governo o Projeto de Lei do deputado estadual oposicionista Dr. David Rios que obriga os pais ou responsáveis por crianças em idade escolar a apresentarem, no momento da matrícula, a Caderneta de Vacinação atualizada ou do comprovante de vacinação efetuada em esquema básico. Ao tomar conhecimento do assunto, o secretário estadual da Saúde, Fábio Villas-Boas disse, em entrevista a site noticioso baiano, que “a aprovação da Lei Estadual reforça a luta da gestão do governador Rui Costa na defesa do aumento da cobertura vacinal”.

O projeto de Dr. David Rios foi apresentado em 2017, quando já se detectava no Brasil os primeiros sinais de queda na cobertura vacinal. De lá para cá, esse movimento contra a vacinação, combatido por Dr. David Rios, fez com que ressurgissem doenças que as autoridades sanitárias julgavam já erradicadas ou controladas, como o sarampo que vem recrudescendo em alguns países, como Brasil e Estados Unidos.

Segundo Dr. David Rios, prejudicial e obscurantista, “o movimento antivacinação está baseado na falácia de que a vacina apresenta sérias contraindicações, o que não é verdade, pois, desde surgiu em 1796, a vacina tem contribuído para melhorar a saúde das das pessoas e, ao longo desses 223 anos, ajudado a aumentar a expectativa de vida em todo mundo”.Como exemplo, o deputado citou o Programa Nacional de Imunização (PNI), um dos mais e respeitados do planeta que, hoje, coloca à disponibilidade do SUS 44 tipos de imunobiológicos (vacinas e imunoglobulinas) de alto custo desenvolvidos através de tecnologias modernas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *